Dentição!

Foto: O lado B da maternidade!

Dicas para gêmeos dormirem juntos e bem!

10 dicas para fazer os bebês gêmeos dormirem no mesmo horário!

set.2015

Fazer dois ou mais bebês dormirem ao mesmo tempo pode parecer uma tarefa impossível, mas sincronizar o sono de gêmeos ou mais não é tão difícil quanto parece. Requer planejamento, rotina e paciência. Muita paciência! Horários de dormir individuais podem ser definitivamente um assunto agonizante frequentemente durante o primeiro ano de gêmeos. O ideal é começar a ensinar bons hábitos de sono desde que os bebês chegam da maternidade. Mas, para quem não fez isso, ainda dá para consertar a situação. Inicialmente você deve criar uma rotina razoavelmente rígida para a hora de dormir. 

Alguns bebês, já nascem com a predisposição de terem um sono mais difícil. Isso tem a ver com o temperamento e com a genética. No primeiro trimestre de vida de um bebê, é super comum que acordem de três em três horas para mamarem. Por isso nessa fase o sono é picadinho mesmo. Os bebês estão em fase de crescimento e necessitam de energia. E por um outro lado, por ter o estômago pequeno, eles não conseguem armazenar grandes quantidades de leite, fazendo com que mamem em intervalos mais curtos. Conheça as dicas e soluções para fazer com que todos os seus bebês durmam no mesmo horário:

  1. MESMO BERÇO:

Os bebês que ficam juntos no mesmo berço se sentem protegidos, e isso traz tranquilidade no sono. Eles foram gerados juntos, e após o nascimento “se separam”. Se notar que dormindo juntos eles se acalmam. Não hesite, deixe eles dormirem juntinhos em algum momento do dia, ou da noite. Outra opção é a cama compartilhada, hoje no mercado há opções de camas que se juntam às camas dos papais (foto ao lado)

  1. MESMO HORÁRIO:

Coloque os bebês sempre no mesmo horário para dormir, assim eles se acostumam e se adaptam à esta rotina desde o começo, o que ajudará a desenvolver um ritmo de sono saudável. Essa rotina será perfeita para que você possa sincronizar seus horários, seu descanso ou suas atividades da casa.

  1. ALIMENTAÇÃO

Não dê alimentos muito pesados após as 18h. Isso por que estômago pesado deixa as crianças mais agitadas à noite. Não deixe que as crianças jantem  muito tarde, pois pode pesar para a digestão e interferir no adormecer e na noite de sono. Procure não dar o leitinho (peito ou mamadeira) com o bebê muito deitado. Deixe sempre em posição de 45º para que faça digestão antes de dormirem. Se puder, dê o leitinho uns 30 minutos antes de dormirem. Isso também evitará refluxos durante a noite. A mamada da madrugada é muito importante aos RN, por isso, continue com ela e só suspenda com a orientação do pediatra. Evitem dar alimentos que contém açúcar à noite, chocolate é um deles, pois agita mais ainda a criança.

  1. AMBIENTE CALMO

O ambiente deve estar bem aconchegante, com luz fraca, para que eles relaxem e tenham um sono calmo. Se puder coloque aquelas músicas relaxantes para bebês dormirem. Essas músicas são perfeitas e ajudam demais para que os bebês durmam com tranquilidade e paz. Outra coisa, para as sonecas do dia, nunca deixe o quarto escuro, pois assim os bebês irão aos poucos diferenciando o dia e a noite.

  1. MASSAGENS

Um banho quente ou uma massagem podem ajudar e muito para que seus bebês durmam rápido e melhor. A massagem pode ser no pé, no corpinho deles com óleo ou creme para bebês.

  1. RITUAL

Siga sempre um ritual antes de colocá-los para dormir. Seus bebês aprendem rapidamente a reconhecer o sinal de que já está na hora de dormir. Aqui em casa eu faço assim: dou o tetê, troco, coloco no berço, dou beijinho de boa noite, os abençoo, ligo abajur, coloco músicas e fecho a porta. Eles já sabem que esta na hora de “nanar” e se aconchegam para dormir. Lógico que tem dias que eles estão elétricos, mas mesmo assim sempre estou seguindo estes rituais.

  1. MANIAS

Já reparou que nós adultos temos manias para dormirmos logo e bem? Alguns adultos preferem dormir abraçados no travesseiro outros só dormem se a orelha estiver coberta. Nos bebês estas “manias” são visíveis aproximadamente desde os 3 meses. Com o tempo você irá perceber isso. Seus bebês poderão ter essas manias diferentes, um poderá gostar de dormir de chupeta e com paninho, enquanto o outro pode não gostar de dormir com os braços cobertos. Se essas manias acalmam e fazem com que durmam bem, não há problemas em deixar eles com isso. Um de meus gêmeos não gosta de dormir com meias nos pés enquanto o outro gosta de dormir com travesseiro no meio das pernas. Os objetos de apego como ursinhos, paninhos, travesseiros, etc... trazem sensação de segurança para as crianças.

  1. DORMIR SEM COLO 

Colo não estraga, colo é acolhedor, é proteção, é carinho, mas esta tarefa fica cansativa quando todos querem colo para dormir. Se eles apresentarem dificuldades para dormirem sozinhos, você pode tentar fazê-los dormir na sua cama e depois levar eles para os berços. Ou já acostume desde bebezinhos a dormirem sozinhos, sem colo... Colocá-los no berço, ajeitar eles e dar leves tapinhas no bumbum (em ritmo de batidas de coração), também são de muita ajuda para que eles acostumem a dormirem sozinhos no berço. Se não tiver jeito e os dois quiserem colo, minha dica é revezar, um balançando no carrinho e o outro no colo. Você também pode sentar com eles na cama e colocar todos no meio de suas pernas (fiz muito disso) e ir dando tapinha no bumbum de cada um ou ir fazendo carinho nos cabelos deles. Aqui em casa um dos meus gêmeos só dormia no colo e outro, mais independente, dormia no berço sozinho. Só depois de 1 ano aproximadamente que eu consegui colocar ele para dormir sozinho sem colo.

  1. GASTO DE ENERGIA

Demoram muito para pegarem no sono? Muitos gêmeos ficam elétricos antes de dormir, pulam, correm, fogem do berço, querem brincar... Os papais piram, pois parece que nada os acalmam. Você pode gastar as energias deles à noite, principalmente se não tem muitas atividades durante o dia. Mas saiba que as atividades agitadas devem cessar pelo menos uma hora antes de colocar os bebês para dormirem. Depois disso, só bate-papo, historinhas e outras atividades calmas. Abaixe o som de tudo (TV, voz) e também reduza a iluminação.

Estabeleça um horário certo para a soneca diurna. Você vai notar que, quando seus filhos tiram soneca num horário adequado durante o dia, dormirão mais tranquilos à noite. Tenha em mente que a soneca precisa terminar no mínimo três horas antes do horário de ir para a cama. Quando a criança passa do horário certo de dormir – pode variar entre 19 e 22 horas da noite – o organismo produz o hormônio cortisol, que a deixa mais agitada. Portanto, quando começar a dar sinais de cansaço, leve-as para cama. Os principais sintomas são irritação, esfregar os olhos, coçar as orelhas ou chorar.

  1. SONO INTERROMPIDO

E se os bebês acordarem muito durante à noite? Lógico que terá vezes que acordarão, assim como nós adultos também acordamos de madrugada. Pode ser frio, chupeta que caiu, fome, dor, sede... nem sempre é fácil identificar o que é, mas aos poucos você identificará o que está incomodando os seus filhos. Teve uma época que meu filho sempre acordava de madrugada, todo dia, mesmo horário, e eu achava que era fome, mas na verdade, era frio. Mesmo estando coberto, meu filho sentia frio. E se um chorar e acordar o outro? Sim isso pode acontecer. Mas se chorar não se desespere. Pegue o bebê que está chorando e leve-o para outro cômodo e o acalme. Se os dois chorarem juntos, coloque os dois no mesmo berço e dê tapinhas bumbum até que se acalmem.

Espero que tenham gostados das minhas dicas!

Mas saibam que tudo é muito relativo, de criança para criança. Algumas destas técnicas podem dar certo para uns e para outros não. Muitos papais apresentam dificuldades em acertar esta rotina, então vale tentar de tudo né. Geralmente, quanto mais você manter os gêmeos no mesmo horário de comer e dormir, mais fácil se tornará. Sempre haverá dias bons e dias ruins quando se trata de dormir! Apenas lembre-se, nesta fase, não vai durar para sempre, e sim, seus gêmeos acabará por dormir durante uma noite inteira!

O segredo é ter planejamento, rotina e paciência!

Boa sorte mamães e papais!

**Por Tati Souza

Benefícios do mel:

•Fortalece o sistema imunológico
•Melhora a capacidade digestiva
•Alivia a prisão de ventre
•Anti-séptico
•Antioxidante
•Anti-reumático
•Diurético
•Digestivo
•Expectorante
•Calmante
•Contém proteínas e sais minerais como o Cálcio, Magnésio, Potássio e Fósforo.

Os tipos de mel

•Mel silvestre: Este é o mais ingerido no Brasil e é proveniente de diversas flores. É considerado interessante para a pele, vias respiratórias, tem efeito antioxidante e propriedades calmantes. 
•Mel de flor de eucalipto: Possui um sabor mais forte e coloração escura. É interessante para o tratamento auxiliar e alivio de infecções intestinais, vias urinárias e doenças respiratórias. 
•Mel de assa-peixe: Possui aroma e sabor agradáveis e possui efeito calmante e expectorante.       
•Mel de flor de laranjeira: Conta com sabor suave e regula a função intestinal e tem efeito calmante.   
•Mel de cipó-uva: possui ação antioxidante, especialmente no fígado, por isso pode ajudar a diminuir os efeitos do álcool. 

Mas fique atenta, pois não é recomendado dar mel para crianças menores de 1 aninho! Antes essa era a recomendação dos pediatras aos pais, mas agora a Anvisa também orienta os pais a não darem mel para crianças menores de 1 ano.

A preocupação é com o botulismo, doença causada por bactérias. Para quem não sabe botulismo é uma forma de intoxicação alimentar rara, mas potencialmente fatal, causada por uma toxina produzida pela bactéria Clostridium botulinum, presente no solo e em alimentos contaminados e mal conservados. O que ocorre é que até 1 ano a flora intestinal e o sistema  imunológico do bebê ainda está se desenvolvendo e não consegue se proteger da ação da bactéria. Adultos também podem contrair a doença, caso tenham problemas relacionados à flora intestinal.

Sintomas do botulismo:
Se o botulismo infantil está relacionado à ingestão de alimentos contaminados, como o mel, os problemas geralmente começam dentro de 18 a 36 horas após a toxina entrar no corpo do bebê. Os sinais e sintomas incluem:

•Criança abatida
•Náuseas, vômitos e cólicas abdominais
•Dificuldade de controle dos movimentos (Movimentos flexíveis, devido à fraqueza muscular e dificuldade para controlar a cabeça)
•Episódios semelhantes à crises convulsivas.
•Constipação (muitas vezes o primeiro sinal)
•Choro fraco
•Irritabilidade
•Baba excessiva
•Pálpebras caídas
•Cansaço
•Paralisia
•Dificuldade para engolir, de sucção, de falar ou para respirar

Procure o pediatra de seus filhos, ou o pronto socorro se seus filhos apresentarem estes sintomas.

Fontes que contribuíram para esta matéria: https://www.minhavida.com.br/saude/temas/botulismo
https://drauziovarella.com.br/crianca-2/botulismo/
https://www.tuasaude.com/botulismo/

**Por Tati Souza

Bronquiolite

Lógico que podem, principalmente porque o contato físico é um fator que acalma os bebês, fazendo com que se sintam confortados com a proximidade. Podem reparar que quando estão juntinhos no mesmo berço, eles se aninham se aconchegam um ao outro. Quando mantemos os bebês no mesmo berço estaremos os ajudando na adaptação do ambiente e no ciclo do sono. Lógico que quando um acordar chorando poderá incomodar e acordar o outro bebê, mas não se preocupem, pois aprendem e se acostumam um com o barulho do outro por dormirem juntos.
Mas colocá-los para dormirem juntos requer cuidados, pois um bebê pode se mexer muito e cobrir a cabeça um do outro. Vejam na figura abaixo as opções de posições para seus gêmeos.
Eu acredito que para trigêmeos, ou mais a melhor posição é o lado a  lado. Agasalhe-os bem se estiver frio, mas não tome muito cuidado com o uso cobertores ou mantas, pois como se mexem muito, um poderá jogar a manta por cima do rosto do outro. Eles podem dormir juntinhos o tempo que achar necessário. Só que à medida que vão crescendo o espaço ficará mais apertado e menos confortável. Além disso, cada bebê terá o seu padrão de sono, o que será mais simples e fácil finalmente separá-los de berço. Importante nesta transição é manter os berços próximos, de uma maneira que um possa ver o outro, para eles verem que não estão sozinhos e para facilitar na comunicação entre eles.
Mas saiba que mesmo com o coração apertadinho em separá-los esta separação valerá para que cada um receba mais atenção individual, pois cada criança tem a sua personalidades e necessidades distintas.
 
 *Por Tati Souza 
 
Até quando é preciso esterilizar os objetos dos bebês?
- Até os 6 primeiros meses de vida da criança a esterilização deve ser feita sempre depois de cada utilização dos objetos.
- Após 6 meses de vida, a prática deve diminuir para apenas uma vez por dia.

COMO ESTERILIZAR:
- Antes de esterilizar: Se possível vá à outro ambiente da casa e prenda os cabelos. Lave as suas mãos com sabão neutro e água corrente.
- Esterilização: Após o uso, os bicos e mamadeiras devem ser limpos com detergente neutro e água corrente e com escovas próprias para higienização de mamadeiras.
A limpeza é necessária para a remoção de resíduos, e a esterilização para a eliminação de bactérias e germes.
Ferva por 5 minutos as chupetas, e de 8 a 10 minutos as mamadeiras. Quando terminar, armazenar os objetos esterilizados em local limpo e seco.

OBSERVAÇÕES:
Você pode utilizar uma travessa de plástico somente para armazenar os itens esterilizados. Cubra com um pano seco e limpo e deixe em um canto da cozinha que não fique próximo de fogão, por causa da gordura.
Troque o bico da mamadeira e da chupeta à cada 2 meses. Hoje há travessas próprias para esterilizar mamadeiras em microondas que são super práticas e úteis. Mas se não quiser gastar pode utilizar as panelas para esterilizar com água fervendo. E não se preocupe, não ocorre deformidades nas mamadeiras se fervê-las. Procure sempre escolher mamadeiras de ótimas qualidades.
 
Por Tati Souza

Peso dos gêmeos x tempo gestação

Seus filhos crescem juntos na barriga! Aí vem a preocupação quanto à diferença de peso entre eles.

Sim isso assusta muitos pais, por mais que a diferença seja mínima.

Sempre ficamos curiosos e preocupados com o tamanho e com o peso dos bebês durante a gestação. Acompanhar o crescimento dos bebês semanalmente e no ritmo certo pode ser um bom tranquilizante para os papais.

Apesar de estarem crescendo juntos, bivitelinos ou univitelinos, cada bebê é único, são bebês diferentes, cada um tem seu ritmo e a sua evolução, e se desenvolvem conforme a saúde da mamãe.

Geralmente os meninos são maiores.

Se a diferença de peso for muita deve-se ser levado à sério sim. O que ocorre é que o médico avalia o peso de cada bebê pela referência do peso para aquela idade gestacional.

Ou seja, um pode estar com o peso aproximado do valor referência, já o outro gemelar pode estar com o peso muito baixo em relação à referência.

Por exemplo, com 26 semanas, um bebê deve estar pesando em média 1 kg. Se estiver muito fora deste parâmetro, é bom questionar o médico ou refazer o US.

As diferenças de pesos podem estar relacionadas à:

- Diabete gestacional

- Restrição de crescimento Intra-Uterino

- Desvio do fluxo sanguíneo

- Síndrome de transfusão feto-fetal

Abaixo a tabela referência com o tamanho e peso do feto na gravidez para ajudar as gravidinhas de plantão. Lembrando que os valores apresentados na tabela abaixo são apenas parâmetros, por isso cabe ao médico que acompanha a gestação saber e esclarecer melhor sobre o crescimento dos bebês. 

*Por Tati Souza

Super dica da mamãe Monica Rodrigues

Aprendemos na maternidade que para tirar qualquer resíduo da pele do bebê deveríamos passar óleo de amêndoas sem a necessidade de utilizar pomadas. Porém meu marido sempre fez questão de utilizar como uma forma de prevenção de
assaduras. Mantivemos o óleo até eles tirarem as fraldas e realmente foram raras as vezes que eles tiveram assaduras. Então a minha dica é na hora da troca, após uma primeira limpeza com algodão e água ou lenço umedecido com o
auxílio de algodão passar óleo de amêndoas na pele do bebê. Retirando qualquer resíduo e hidratando a pele. Ah o óleo de amêndoas também facilita a retirada do hipoglós.

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!